Uma mulher de 37 anos foi morta a facadas pelo marido, de 44, no fim da tarde dessa quarta-feira (16), no bairro Jaqueline, região Norte de Belo Horizonte. O homem, que chegou a afirmar que a esposa havia falecido após um assalto, confessou o crime e foi preso em flagrante.

De acordo com a Polícia Militar, o autor do feminicídio acionou os militares, às 17h41, relatando que a vítima havia sido assaltada e esfaqueada, na rua Capitã Flaviana de Oliveira, a caminho do trabalho.

A mulher foi socorrida e deu entrada no Hospital Risoleta Neves, no bairro Vila Clóris, na mesma região, poucos minutos depois. Ela foi atendida, mas não resistiu aos golpes de faca no peito e no joelho e morreu.

Enquanto a vítima era atendida, os militares conversaram com o homem, que relatou que havia deixado a residência do casal, por volta das 18h30, para levá-la até a estação de metrô, para que ela fosse trabalhar.

No caminho, segundo o autor, o pneu do carro furou e ele precisou parar para averiguar a situação. Nesse momento, dois homens armados com facas teriam surgido e exigido o celular da mulher, que se negou. Diante da negativa, um dos homens esfaqueou a vítima e ambos fugiram.

O homem ainda afirmou que era casado há mais de 20 anos e que não havia problemas no casamento. 

Como houve contradição nas informações prestadas, os militares foram até a residência de familiares da vítima e do homem envolvido. À PM, o filho do casal, de 11 anos, afirmou que tinha ouvido brigas entre os pais.

Já as irmãs da vítima disseram que a mulher havia relatado estar sendo vítima de agressões por parte do marido e que estava desconfiada de que o homem estava abusando da criança. 

Os agentes também contataram o irmão do autor, que relatou que o casal estava tendo problemas conjugais. Segundo ele, a vítima teria comprado um chip novo para o celular e estaria tendo contato com um outro homem. 

Devido aos testemunhos obtidos e à contradição na fala do homem, os militares fizeram a prisão em flagrante do autor. Em seguida, o homem confessou o crime à polícia e informou que havia jogado a faca às margens da avenida. Os agentes foram ao local e localizaram a arma.

O homem foi levado para a 3ª Delegacia de Plantão de Homicídios de Venda Nova. O veículo utilizado no crime foi periciado e, juntamente com a faca, foi apreendido. O caso é investigado pela Polícia Civil.