Comportamento considerado pelas autoridades de saúde como irresponsável em meio à pandemia, a organização de festas particulares prejudica o combate à Covid-19 e desafia o poder público. Apesar de todas as recomendações médicas, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) recebeu 47 queixas de aniversários, churrascos e outros eventos com aglomeração de pessoas, de 1º a 17 de agosto. Só neste mês, a média é de três denúncias por dia.

Desde março – após iniciada a guerra contra o coronavírus, publicação de decretos restritivos e orientações claras aos moradores para ficar em casa, evitando abusos – foram 159 pedidos para encerrar comemorações organizadas por vizinhos ou desconhecidos. Apesar das ocorrências, nenhuma multa foi aplicada pelo descumprimento da norma. A penalização pode chegar a R$ 20 mil em caso de reincidência.

A região da Pampulha concentra o maior número de denúncias (25). Em seguida, aparecem as regionais Nordeste, com 18, e Barreiro e Noroeste, com 17 cada. O levantamento é da Secretaria Municipal de Política Urbana (SMPU).

Riscos

Mesmo quem está confinado e dá uma escapada até a casa de um parente ou amigo, mesmo que em quarentena, corre risco de ficar doente. “É inadmissível pessoas que não estão isoladas juntas se encontrarem. Você não sabe o que a outra pessoa está fazendo. É inadequado”, avalia o infectologista e integrante do Comitê de Combate à Covid em BH, Carlos Starling.

O medico classifica como “irresponsabilidade, desrespeito e falta de civilidade” a realização de aniversários, churrascos e outros eventos durante a pandemia. “Todos esses adjetivos descrevem o que é festa num momento como este. Não deveria ter comemoração em hipótese alguma”, reforçou.

Atualmente, conforme a Secretaria Estadual de Saúde (SES), BH tem 29.432 casos do novo coronavírus. A doença já provocou a morte de 873 pessoas na capital.

Denúncias

A população pode denunciar os abusos capazes de favorecer o contágio da Covid-19. Quem flagrar irregularidades deve acionar os fiscais pelos telefones 156 (PBH) ou 153 (Guarda Municipal). É possível prestar queixas na Ouvidoria da administração municipal ou aplicativo PBH App. Pelos mesmos canais também é possível denunciar estabelecimentos que têm descumprido as medidas de funcionamento impostas pela PBH, como falta de máscaras de proteção.