A Polícia Civil investiga o caso de uma adolescente que foi torturada por um grupo de vizinhos há uma semana, em Teófilo Otoni, na região do Vale do Mucuri. Pelo menos seis adultos e dois adolescentes foram identificados como autores das agressões. A vítima ficou hospitalizada por dois dias, mas foi levada pela família para outra cidade, para garantir a segurança dela.

As imagens das agressões circularam pelas redes sociais no domingo (16). A suspeita é que os autores teriam decidido realizar a tortura depois de saber que a jovem teria empurrado a avó de 91 anos, provocando fratura na bacia da idosa.

Os suspeitos da agressão seriam ligados ao tráfico de drogas do bairro Santo Antônio, também conhecido como Taquara. Como boa parte da comunidade tem medo dos suspeitos, a polícia está tendo dificuldade para conseguir testemunhas sobre o caso de tortura.

“Somente após as investigações teremos certeza do que aconteceu. Mas numa análise preliminar, pelo contexto das imagens divulgadas, podemos verificar a possibilidade de indiciamento dos suspeitos por tortura, associação criminosa e corrupção de menores”, afirmou o delegado Washington de Souza Filho.

Ele explicou ainda que os suspeitos não foram presos porque não houve flagrante (já que a polícia só teve conhecimento das imagens dias depois das agressões) e ainda não há mandado de prisão expedido pela Justiça.