Minas Gerais registrou, nesta quarta-feira (12), um novo recorde de mortes em decorrência da Covid-19. Nas últimas 24 horas, o Estado confirmou 170 vidas perdidas para o novo coronavírus. No mesmo período, o território mineiro atestou 3.934 infectados.

Com isso, de acordo com a Secretária Estadual de Saúde (SES), subiu para 3.783 os óbitos desde o início da pandemia, em março. Os contaminados pela síndrome agora somam 160.485. 

O boletim epidemiológico mostra que o vírus está presente em 96% dos municípios mineiros. No total, 822 cidades tiveram pelo menos um caso positivo da doença. Mortes foram confirmadas em mais da metade do Estado. Dos 853 municípios, 428 contabilizam vidas perdidas.

Belo Horizonte é o epicentro da doença. A capital mineira já registra 25.718 infectados, sendo que 722 vítimas não resistiram ao vírus e morreram. 

Nesta quarta, a metrópole reabre o comércio não essencial com um série de regras para evitar o contágio pela Covid-19. Dentre as normas, o uso obrigatório de máscara, a limitação de clientes dentro dos estabelecimentos e horários estipulados para funcionamento das lojas.

Perfil

No Estado, 27.745 pacientes são acompanhadas por equipes médicas. Desde o inicio da pandemia, 17.319 vítimas precisaram de internação hospitalar. Quase 129 mil pessoas infectadas já se recuperaram da doença.

O levantamento da SES revela que 76% das pessoas que morreram em Minas tinham outras doenças que podem ter agravado a situação da Covid-19. Cardiopatia e diabetes são as principais comorbidades entre as vítimas que perderam a batalha para o vírus. 

Além disso, 78% eram idosos com mais de 60 anos. Com relação aos infectados, 44,9% têm entre 30 e 49 anos.

Leia mais:
Passageiros de BH terão benefícios para utilizar o Cartão BHBus; entenda como funcionará
Corrida por vacina contra Covid já soma 160 pesquisas no mundo; três fórmulas são testadas no Brasil
Comércio de BH reabre nesta quarta-feira com impasse que pode parar na Justiça; veja o funcionamento