Belo Horizonte vai reabrir novamente o comércio a partir desta quinta-feira (6).O anúncio foi feito pelo prefeito Alexandre Kalil na tarde desta terça-feira (4), durante entrevista coletiva na sede da administração municipal. Além de jornalistas, o Salão Nobre da PBH ficou repleto de representantes de entidades empresariais da cidade.

"Não é festa", afirmou Kalil, ao chamar a atenção da população para permanecer com as medidas de isolamento social na cidade.

O plano de retomada do comércio em BH já havia sido detalhado pela prefeitura na última sexta-feira (31). Desde a última semana, o setor já demonstrava expectativa positiva para a flexibilização ainda antes do Dia dos Pais, a ser celebrado no próximo domingo (9).

"Com disciplina vamos seguir as fases de reabertura. Nós não queremos fechar a cidade novamente, até porque é o que a população de Belo Horizonte deseja. Não estamos em festa dizendo que o problema acabou, mas seguimos a ciência tentando ajudar uma classe que está esmagada", completou o gestor.

O que abre

Com a definição desta terça, passa a valer a fase 1 de reabertura em BH, que contempla estabelecimentos varejistas e atacadistas, salões de beleza, shoppings centers e galerias de lojas.

Conforme a prefeitura, nesta semana, as lojas de rua poderão atender ao público de quinta-feira (6) a sábado (8), das 11h às 19h; enquanto os shoppings, nos mesmos dias, mas no horário entre 12h e 20h (nos malls, a praça de alimentação só será permitida no sistema de retirada). Já a partir da próxima semana, os dias de abertura serão de quarta a sexta-feira.

A fase 1, porém, foi minimamente alterada quanto à quantidade de dias que um estabelecimento pode ficar aberto. Inicialmente, os comércios da fase 1 iriam poder funcionar por quatro dias, ficando três fechados. Com a alteração desta terça-feira, o número foi invertido: três dias abertos e quatro dias em suspensão. A mudança é válida, pelo menos, até para a próxima semana.

De acordo com André Reis, chefe da Secretaria Municipal de Planejamento, a PBH decidiu inverter o que estava definido anteriormente para praticar uma "avaliação conservadora" do processo de flexibilização. Segundo o gestor, a definição será avaliada semanalmente e pode ser novamente alterada.

Fases 2 e 3

Na segunda etapa de retomada, bares, restaurantes e lanchonetes poderão reabrir as portas de segunda a quinta-feira para almoço, das 11h às 15h, sem venda de bebida alcoólica. Na sexta-feira, os estabelecimentos poderão funcionar de 11h às 22h, com venda de bebidas a partir das 17h. Aos sábados e domingos, poderão funcionar até 22h.

Ainda nesta fase, as praças de alimentação poderão funcionar de terça a quinta-feira, das 11h às 17h. Na sexta, quando bebida alcoólica poderá ser comercializada a partir das 17h, a liberação vai até às 20h.

A etapa três prevê reabertura de academias, clubes, clínicas de estética e eventos como exposições, congressos e seminários. Ainda não houve divulgação de protocolos com datas e horários de funcionamento para essa etapa.

(Com Anderson Rocha)