A BHTrans registrou 3.159 reclamações de usuários do transporte coletivo de Belo Horizonte nos seis primeiros meses de 2020. A principal queixa dos passageiros foi o descumprimento do quadro de horário, com 660 registros dessa natureza, ou 20,9% do total.

Os usuários também fizeram 638 reclamações referentes a comportamento inadequado do operador (20,2%) e descumprimento de paradas em pontos de embarque ou desembarque (19%).

A BHTrans explicou que, após o início da quarentena, houve uma redução de aproximadamente 60% no número de usuários do transporte coletivo, que costumava ser de 1,2 milhão por dia. Com isso, também houve uma queda no número de reclamações. Em fevereiro, foram registradas 1.026 queixas, enquanto em abril, com boa parte do comércio fechado, foram 195.

Os passageiros podem fazer reclamações ou sugestões por meio do fale conosco no Portal da Prefeitura ou pelo aplicativo PBH APP.

Confira quais foram as linhas que receberam mais reclamações dos usuários no primeiro semestre de 2020:

Linha 51 (Pampulha/Centro): 80 reclamações

Linha 5250 (Estação Pampulha/Betânia): 67 reclamações

Linha 62 (Venda Nova/Savassi): 62 reclamações

Linha 5201 (Dona Clara/Buritis): 49 reclamações

Linha 9250 (Caetano Furquim/Nova Cintra): 46 reclamações 

Leia mais:
'A UPA está em luto': servidores da unidade Barreiro protestam após morte de técnico de enfermagem