Árvores centenárias da avenida João César de Oliveira, um dos principais corredores de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), foram suprimidas pela prefeitura para dar início às obras do Sistema de Mobilidade Integrada (SIM). Os 244 exemplares, de espécies diversas, ficavam no canteiro central da via, que vai receber as estações de embarque e desembarque do transporte público.

Os cortes foram feitos na última semana de junho. Em nota, a administração municipal informou que a supressão será compensada com o plantio de 2.400 mudas.

Uma das perdas mais sentidas por quem passa na João César de Oliveira são as palmeiras, cujas dez espécies foram removidas para serem transplantadas na avenida Helena Vasconcelos Costa, no bairro Cincão, tmabém na cidade. No lugar onde estavam originalmente serão plantadas, posteriormente, árvores adultas com mais de dez metros de altura.

Espécies darão nomes às estações

A histórica relação da João César de Oliveira com a flora batizará as estações do sistema de transporte, que ganharão nomes como Pau-Brasil, Palmeira, Sibipiruna, Ipê, Quaresmeira e Jaboticabeira, entre outras espécies.

Na nota, o secretário municipal de Meio Ambiente, Tércio de Sales Morais, destaca que o SIM é uma melhoria histórica para o município. "(Ele) Trará benefícios para transeuntes, trânsito de veículos, transporte coletivo, além da atração de empresas que vão gerar emprego e renda", afirmou.

As intervenções na avenida João César de Oliveira fazem parte da segunda fase de obras do Corredor Norte/Sul, com seis quilômetros de extensão. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos no início do próximo ano.

Leia Mais:
Bairros de BH e Contagem ficam sem água nesta segunda; veja quais
Estacionamentos de BH e Arena do Jacaré poderão receber drive-ins em agosto
Mais estações de ônibus passam a contar com barreiras sanitárias em Belo Horizonte