A Prefeitura de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, anunciou a adesão ao plano "Minas Consciente", do governo estadual, para o combate à pandemia do coronavírus, com regras específicas para a flexibilização das atividades comerciais, que começam a ser adotadas a partir desta sexta-feira (17).

O município, que tem 2.046 casos confirmados da Covid-19 e 102 mortos pela doença, passa a seguir as normas da "Onda Verde" e vai permitir apenas serviços considerados essenciais, segundo o prefeito Alex de Freitas (sem partido).

A iniciativa de adesão ao plano veio após decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) em ação proposta pelo Ministério Público Estadual, determinando que os municípios que não fazem parte do plano cumpram normas de distanciamento social e permitam apenas o funcionamento de serviços essenciais. Segundo o Governo de Minas, dos 853 municípios, 199 aderiram ao "Minas Consciente" até essa quarta-feira (15).

A prefeitura se comprometeu a atender todos os termos do plano estadual, mantendo a devida fiscalização para garantir o cumprimento dos protocolos sanitários.

Pelo decreto municipal 1.734, os empresários devem continuar adotando todos os protocolos de combate à Covid-19 relativos aos funcionários e clientes, mantendo fixado na entrada dos estabelecimentos a relação dos procedimentos necessários para conter a disseminação do vírus.

Betim 

Também por determinação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), a cidade de Betim aderiu, a partir desta quinta-feira (16), ao programa "Minas Consciente", com protocolos do governo estadual para o enfrentamento da pandemia de coronavírus.