A Prefeitura de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, decretou na noite desta segunda-feira (13) novas medidas sanitárias mais restritivas para o comércio no enfrentamento ao novo coronavírus. Em 48 horas, quando passam a valer as novas determinações, será permitida a entrada de apenas uma pessoa por família nos estabelecimentos comerciais.

"Não sendo permitida a realização de compras por duas ou mais pessoas que estejam juntas bem como a entrada de crianças e jovens menores de 12 (doze) anos de idade nos estabelecimentos, mesmo que estejam acompanhados dos pais ou familiares", diz o decreto.

O município vem adotando outras medidas para evitar aglomerações e a propagação da Covid-19, como a implantação de barreiras sanitárias, o fechamento da orla aos fins de semana, a proibição de festas e a obrigatoriedade do uso de máscaras, mas o comércio da cidade está funcionando desde abril.

O comerciante que descumprir as novas regras está sujeito a interdição, além de multa e a suspensão dos alvarás sanitário e de funcionamento. A fiscalização será intensificada e a Polícia Militar também poderá ser acionada em caso de desobediência às restrições.

Segundo o Boletim Epidemiológico desta segunda-feira (13), Lagoa Santa tem 142 casos confirmados e três mortes pela doença.