Durante fiscalização para coibir eventos que insistem em descumprir medidas de isolamento social durante a pandemia, a Guarda Civil de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, acabou com um festa junina que era realizada em um sítio no bairro Capim Rasteiro neste domingo (5).

Os agentes chegaram até o local após uma denúncia anônima. Lá, segundo a corporação, havia mais de 50 pessoas. A festa acontecia desde a noite de sábado (4) e ninguém usava máscara. 

A propriedade foi autuada. A multa por desrespeito ao decreto municipal pode chegar a R$ 30 mil. Todas as pessoas foram orientadas a deixar o local.

Ainda segundo a Guarda Civil, um homem com mandado de prisão em aberto por falsificação de documento público também foi preso e levado para a delegacia.

As denúncias sobre o descumprimento de medidas impostas para barrar o contágio pelo novo coronavírus podem ser feitas pelo número 153. 

Festa em sítio de Contagem

Recuo na flexibilização

Assim como ocorreu em Belo Horizonte, Betim também recuou na flexibilização do comércio e somente estabelecimentos que prestam serviços essenciais estão funcionando desde 29 de junho, conforme decreto.

A medida foi tomada pelo Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Covid-19 da cidade após o aumento no número de casos da doença no município. Entre 1º e 26 de junho, os casos de novo coronavírus mais que triplicaram na cidade e o número de pessoas infectadas saltou de 251 para 871 - crescimento de 247%.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Betim, a cidade tem, até o momento, 1.099 casos confirmados da Covid-19 e 64 mortes.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Boletim Covid-19 de 5/7/2020

Uma publicação compartilhada por Prefeitura de Contagem (@prefcontagem) em