Oito pacientes internados na enfermaria do 6º andar do Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, foram infectados pela Covid-19. A contaminação, de acordo com a Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), ocorreu de uma outra pessoa que também estava hospitalizada no local. Todas as vítimas tinham doenças crônicas.

O caso aconteceu nesta semana e todos que receberam o diagnóstico positivo para o novo coronavírus foram transferidos para o Hospital Eduardo de Menezes. Os servidores da enfermaria foram submetidos a exames, que descartaram a contágio. Caso algum apresente sintomas da doença, será imediatamente afastado, garantiu a fundação.

Em nota, a Fhemig disse que identificou o "paciente fonte" e adotou todas as medidas de segurança necessária. "Além do isolamento imediato, foi feita a desinfecção terminal das enfermarias e foi aumentado o prazo de troca de acompanhantes, de 24 para 48 horas, para evitar a circulação de pessoas que têm contato externo", detalhou.

Segurança

Ainda conforme a fundação, os funcionários do HPS são treinados para lidar com pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19. "Destaca-se ainda que o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) não possuem distinção entre as unidades, sendo que a recomendação de uso varia conforme a complexidade do paciente. Ou seja, mesmo não sendo referência, o HJXXIII está apto para tratar pacientes com a doença".

Leia mais:
Cefet-MG marca data para retorno das aulas, mas em sistema remoto
Presos em Minas vão produzir as próprias máscaras para se proteger do novo coronavírus
Minas suspende exigência do CRLV 2020 durante pandemia da Covid-19
Santa Casa atinge 100% de ocupação dos leitos de UTIs e 'fecha' unidade para novos pacientes