Após o anúncio, no mês passado, de 23 novos leitos de terapia intensiva no Hospital Júlia Kubitschek, na região do Barreiro, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou, nesta sexta-feira (3), que a retomada de uma obra interna, paralisada há cerca de seis anos, permitirá a abertura de mais 40 vagas de UTI no local. A previsão é de 30 dias para a entrega.

Atualmente, a unidade, que atende exclusivamente pacientes com a Covid-19, tem 45 leitos de enfermaria, 26 de CTI e 10 para a maternidade. De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, a ampliação será possível devido às ações de estruturação da rede de saúde do Estado.

"Eu estive lá antes do início da obra, verificando a situação em que estava. Como foram vários anos paralisada, a obra precisava de ter uma readequação, mas isso tudo foi feito e, provavelmente, em 30 dias nós teremos mais 40 leitos de terapia intensiva no Júlia Kubitschek, que é da Fhemig, e esses leitos serão disponibilizados para toda a Região Metropolitana [de Belo Horizonte]", afirmou Amaral.

O gestor não deu mais detalhes sobre a criação dos novos leitos. A reportagem entrou em contato com a SES-MG para obter detalhes das modificações no local para que a ampliação ocorra e sobre o valor da obra, e aguarda um retorno.