O bairro Santa Cruz, na região Nordeste de Belo Horizonte, tem quatro mortes confirmadas por Covid-19 e passou a ser o local com maior número de vidas perdidas para a doença na capital mineira, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta quarta-feira (1º).

Os bairros Lindeia, no Barreiro; Alto Vera Cruz e Pompeia, na região Leste; Piratininga, em Venda Nova; e Pindorama, na região Noroeste, registraram três mortes por coronavírus.

O levantamento também mostra quantos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) foram registrados em cada bairro de Belo Horizonte. A localidade com maior número de registros da síndrome foi o Alto Vera Cruz, com 14 casos. Na Cabana do Pai Tomás, na região Oeste, foram 13 registros de SRAG.

A prefeitura publicou também um mapa com distribuição espacial dos casos de Síndrome Gripal (SG), Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e óbitos confirmados para Covid-19, segundo endereço residencial e Índice de Vulnerabilidade da Saúde (IVS) de residentes em Belo Horizonte. Os dados foram colhidos até dia 26 de junho.

Pelo mapa, é possível observar que os registros de mortes por Covid estão “espalhados” por toda a cidade, mas com uma concentração maior nas regionais Noroeste, Leste e Venda Nova. Já os casos de SR e SRAG estão mais concentrados nos bairros centrais, especialmente das regionais Centro-Sul e Oeste. Confira:

mapa covid 1 de julho (2)