O prefeito Alexandre Kalil (PSD) anunciou nesta quarta-feira (17) que a Prefeitura de Belo Horizonte vai realizar testes para diagnóstico do novo coronavírus em laboratório próprio, com início de funcionamento já na próxima semana. 

Os exames de RT-PCR (exame molecular), que identifica o vírus na fase inicial da doença, começam a ser feitos a partir de segunda-feira (22), no Laboratório Municipal de Biologia Molecular, localizado na região Noroeste da capital, com capacidade diária para 320 amostras, totalizando mais de 1,5 mil testes por semana.

Além de processar os exames de moradores da capital, a unidade também será responsável por realizar as etapas iniciais do exame para outros laboratórios que compõem a rede conveniada da Funed, o que vai possibilitar a ampliação adicional de testagens.

“O laboratório é mais um importante ganho para a população de Belo Horizonte, pois amplia a oferta de exames para Covid-19, o que auxilia nas ações de enfrentamento à doença. Futuramente no local serão realizados testes para diagnóstico de outros vírus, contribuindo para o planejamento dos trabalhos de prevenção e assistência às doenças respiratórias”, explica o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.

Inicialmente, o trabalho começa com a realização em menor escala e, gradativamente, será ampliado. “Há uma expectativa de aumentarmos essa capacidade. Para isso, já estamos trabalhando na aquisição de novos equipamentos”, acrescenta o secretário de saúde.

A unidade, com uma área de 123 m², foi instalada em parceria com a ArcelorMittal, Supermercados BH, JBS e Precon Pré-fabricados.

Imunidade

A PBH informou ainda que está em andamento o inquérito sorológico, que irá verificar a imunidade da população ao novo coronavírus. Os testes serão realizados nas categorias profissionais que permaneceram em atividade mesmo com a implantação do isolamento social, como trabalhadores de saúde das redes pública e privada, atendentes e caixas de supermercados, padarias, farmácias e drogarias da capital e trabalhadores do transporte coletivo. Os profissionais de saúde já passaram por duas rodadas de testes e, nesta semana, os atendentes de supermercado da capital já começaram a ser testados.

Minas Gerais bateu recorde de mortes em 24 horas decorrentes da Covid-19. Foram 35 óbitos em um dia, totalizando 537 pacientes que não resistiram ao novo coronavírus. Outras 221 mortes seguem em investigação. O Estado tem 23.347 casos confirmados da Covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (17), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

A capital é o município com mais casos da doença em Minas – 3.631, sendo 83 mortes – sete delas nas últimas 24 horas.