Com o isolamento social provocado pela pandemia de Covid-19, consumidores transferiram o bar para dentro de casa e a venda de bebidas alcoólicas aumentou 26% nos serviços de entrega em domicílio, 27% nas lojas de conveniência e 38% nas distribuidoras de Minas Gerais.

Os números foram divulgados nesta segunda-feira (15) pela subsecretária de Políticas Sobre Drogas da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, Soraya Romina dos Santos, durante audiência pública da Comissão de Prevenção e Combate ao Uso de Crack e Outras Drogas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Por isso, o órgão tem “orientado, acompanhado e monitorado, de forma sistemática, a Rede Complementar de Suporte Social na Atuação ao Dependente Químico.”

Soraya Romina enfatizou que, entre 19 e 26 de junho, será realizada a Semana  Estadual de Prevenção às Drogas. “Por conta da pandemia, será desenvolvida em ambientes virtuais, a partir de diferentes estratégias de mobilização e comunicação remotas, tendo como público alvo os adolescentes e jovens”, disse.

Prevenção

Além de assegurar a continuidade das atividades de orientação psicossocial desenvolvidas pelo Centro de Referência Estadual em Álcool e Outras Drogas (Cread) pelos telefones (31) 3273-6204 e 3915-462, o órgão tem usado a internet para transmissões do “Ao vivo pela vida”, que chamou atenção para a dependência química e para a violência doméstica e alcançou cerca de 400 mil pessoas, segundo a subsecretária Soraya Romina dos Santos.

Entre os dias 22 e 26, serão realizadas cinco lives, sempre das 16h às 17h30. A primeira será voltada a profissionais da área. No dia seguinte, a transmissão abordará a expressão cultural e a prevenção e contará com diversos representantes da área. No dia 24, no mesmo horário, o assunto será esporte e prevenção, com a participação de atletas.

No dia 25, uma das lives vai tratar da espiritualidade como fator de proteção e terá a presença de lideranças jovens de diferentes religiões. A outra, para encerrar as atividades, terá a participação de grupos artísticos. Nos dias 23, 24 e 25, também haverá salas de bate papo com as juventudes sobre a temática.

AA

O Alcoólicos Anônimos (AA) também continua funcionando durante a pandemia e quem busca ajuda pode acessar o site.