O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), usou o Twitter na noite desta quarta-feira (3) para pedir calma aos moradores da capital sobre a flexibilização do comércio. "Não se iludam com boataria. Ainda não sabemos o que vamos abrir - ou mesmo se vamos abrir. Resolveremos na sexta-feira. Cuidado com fake news".

Belo Horizonte é o município com mais registros da Covid-19 em Minas. São 2.029 casos confirmados, com 51 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), divulgado nesta quarta.

Mais uma vez, Minas bateu o recorde de diagnósticos e de mortes decorrentes do novo coronavírus em 24 horas. O Estado tem 12.010 casos confirmados e 306 óbitos, sendo 17 deles em apenas um dia.

Parte do comércio foi autorizada a funcionar na segunda-feira (25), com a retomada de serviços como salões de beleza, shoppings populares e comércios como móveis, artigos domésticos, cama, mesa e banho, papelaria, livraria, brinquedos, cosméticos, higiene pessoal, veículos, peças e acessórios.

Já no dia 29 de maio, o prefeito barrou a segunda de quatro etapas da onda da flexibilização, por causa do aumento da taxa de contaminação do vírus na cidade. Até sexta-feira ela estava em 1,24 – o que acendeu o sinal vermelho.