Uma semana após a chegada de 10 toneladas de insumos para o combate ao novo coronavírus (Sars-Cov-2), o Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na Região Metropolitana de BH, recebeu, nesse domingo (26), 4 milhões de doses de vacinas contra a meningite C, para distribuição a todo o país.

De acordo com a BH Airport, concessionária que administra o aeroporto, os medicamentos foram fabricados pela farmacêutica alemã GSK e foram destinados à Fundação Ezequiel Dias (Funed). As vacinas serão disponibilizadas para o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde. A orientação dos órgãos de saúde é manter a vacinação em dia durante a pandemia.

O voo cargueiro partiu de Frankfurt, na Alemanha, e chegou ao aeroporto às 6h50 de domingo, por meio de uma aeronave MD11F da Lufthansa Cargo. Ainda conforme a BH Airport, o processo e deslocamento da carga foi acompanhado pela Polícia Federal, bem como pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais, como forma de garantir que os remédios chegassem ao destino final em segurança.

Lufthansa Cargo

Voo partiu de Frankfurt, na Alemanha, por meio de aeronave da Lufthansa Cargo

"Mais uma vez, o aeroporto reforça o compromisso em apoiar o transporte de recursos relacionados às ciências da vida. O modal aéreo é essencial para a celeridade e segurança no transporte de cargas deste segmento, sobretudo porque seguimos rigorosamente todas as normas técnicas de manuseio dos insumos ligados à saúde. Além disso, o nosso foco é oferecer soluções logísticas integradas e customizadas aos nossos clientes", afirmou Rafael Laranjeira, gestor de logística da BH Airport.

Conforme a empresa, esse é um esforço relevante para garantir o fornecimento da vacina já que a imunização é uma das melhores formas de proteção contra doenças. "No cenário atual, é cada vez mais importante que os ciclos de vacinação sejam mantidos em adultos, crianças, adolescentes e idosos", afirmou, em nota.