Um jovem com Covid-19 poderá ser condenado a seis anos de prisão por, segundo a Polícia Civil, ter dado uma festa e contaminado cerca de 20 pessoas com a doença, no último sábado (4), em Coronel Fabriciano, no Vale do Rio Doce. Após o evento, participantes teriam apresentado sintomas da doença causada pelo novo coronavírus.

De acordo com a polícia, o jovem, de 27 anos, será investigado pelos crimes previstos nos artigos 131 (perigo de contágio de moléstia grave) e 268 (infração de medida sanitária preventiva) do Código Penal, sendo que o somatório das penas pode chegar a seis anos de prisão. "E, caso o quadro clínico dos pacientes evolua para óbito, o suspeito poderá responder também pelo crime de homicídio, previsto no Artigo 121 do Código Penal", explicou o delegado Washington Alves Moreira Izaias.

O caso teve início após pessoas que participaram da festa terem relatado à situação à rede de saúde do município, localizado a 198 quilômetros de Belo Horizonte. O inquérito foi aberto após a gerência epidemiológica notificar o caso aos policiais de Fabriciano.

Nos próximos dias, a polícia requisitará à gerência epidemiológica do município a relação de todos os pacientes que se encontram com sintomas do novo coronavírus para apurar se estão ou não respeitando a orientação médica de se manterem isolados. "Qualquer denúncia de pessoas que se enquadram na mesma situação desse indivíduo pode ser realizada pelo número 181", afirmou Izaias.