Minas Gerais teve uma redução de 13% nos registros de violência doméstica em março, mês em que começou o isolamento social devido à pandemia do coronavírus. A estatística, apresentada pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (8), faz um comparativo com o mesmo período do ano passado. 

Enquanto em março de 2019 foram registrados 13.561 casos, no mesmo mês deste ano aconteceram 11.774 denúncias. Na capital, a redução foi ainda maior – de 23%. Já na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a queda foi de 16%.

Mesmo os números apresentando a diminuição dos casos de violência contra a mulher, segundo a Polícia Civil, ainda não é possível afirmar se houve diminuição dos crimes ou se as vítimas estão denunciando menos. 

“Essa redução a gente ainda precisa analisar com mais cuidado para verificar se realmente houve uma queda no número de casos de violência doméstica ou uma subnotificação de registros. Ou seja, as mulheres estão sendo vítimas de algum tipo de violência, mas não estão acessando a segurança pública para registrar a ocorrência policial”, ponderou a delegada Isabella Franca Oliveira.

“Temos que acompanhar para verificar se vão ser registradas ocorrências de datas pretéritas quando finalizar esse período”, completou. 

Como denunciar

O telefone para denúncias relacionadas à violência contra a mulher é o 180. “ Se um vizinho escuta gritos, a mulher pedindo socorro ou ajuda, ele pode fazer essa denúncia também e evitar a prática de crimes mais graves contra a mulher”, destacou Isabella Franca.

 Já quando a agressão envolve crianças e adolescentes, o canal de denúncia é o Disque 100. Além disso, as delegacias de proteção à família estão funcionando normalmente em todo o Estado.