Em tempos de pandemia do novo coronavírus, cada demonstração pública de amor e afeto renova a esperança de um povo que vive angustiado e à espera de dias melhores.

Nessa quinta-feira (2), Wildson Caldeira, morador do condomínio JK, no bairro Santo Agostinho, região Centro-Sul de Belo Horizonte, usou a criatividade para superar as barreiras impostas pelo isolamento social gerado pela Covid-19 e, assim, se declarar para sua namorada.

Com a ajuda do vereador Gabriel Azevedo (sem partido), Caldeira conseguiu projetar em um dos edifícios do condomínio -- um dos mais icônicos da cidade --, um pedido de casamento para sua companheira, Sarah Elisa.

Azevedo conta que o agora noivo o procurou há alguns dias pedindo auxílio para conseguir a projeção. Wildson revelou ao parlamentar que estava prestes a pedir a namorada em casamento, que seria feito em um jantar, mas que os planos foram adiados em função da pandemia.

Com a execução do plano por parte do grupo Viva JK -- que é formado por cerca de 50 jovens vizinhos e tem o intuito de destacar os feitos, as belezas e a imponência do condomínio --, Caldeira conseguiu viabilizar o seu desejo.

O Viva JK, inclusive, já havia feito outras projeções nos últimos dias, sempre com mensagens positivas e otimistas para tentar confortar a população em meio a tempos difíceis.

“Nesse momento difícil pelo qual todos passamos, esse casal representa uma mensagem importante: vai passar. A vida vai seguir em frente. E eu vou cobrar o convite de casamento que me foi prometido para ajudar na ideia romântica dele. Que sejam muito felizes! Parabéns ao coletivo “Viva JK”, responsável por dar a Belo Horizonte um símbolo que substitui o relógio que existia no prédio e não pode deixar de existir", afirmou o cupido Gabriel Azevedo.

Final feliz

Por meio das redes sociais, Wildson contou que a namorada aceitou o pedido de casamento.

Ele relatou que conseguiu surpreender Sarah, chamando-a para jantar, e fazendo o pedido assim que a mensagem foi projetada no edifício.

Pedido casamento condomínio JK