O Governo de Minas decidiu liberar o funcionamento de serviços de call center e de pet shop, além de outros, em todo o Estado durante o período de enfrentamento ao coronavírus. A mudança foi oficializada nesta sexta-feira (27) por meio de uma deliberação do Comitê Extraordinário da Covid-19, divulgada no jornal Minas Gerais - Diário Oficial do Estado.

Telemarketing

Call center entrou na lista de serviços que devem ser mantidos em funcionamento pelos municípios mineiros

Com a alteração, lavanderias; assistências veterinárias e pet shops; transporte e entrega de cargas em geral, e call centers entraram na lista de serviços que devem ser mantidos em funcionamento pelos municípios mineiros enquanto houver o estado de Calamidade Pública por coronavírus. Essas atividades estavam interrompidas desde o último domingo (22).

Para voltarem a funcionar, porém, esses estabelecimentos deverão adotar medidas de prevenção à proliferação do coronavírus, como intensificação das ações de limpeza; disponibilização de produtos de assepsia aos clientes; manutenção de distanciamento entre os consumidores; controle para evitar a aglomeração de pessoas; e divulgação das medidas de prevenção e enfrentamento da pandemia do vírus.

Com as inclusões desta sexta-feira, chega a 18 o número de serviços autorizados a funcionar. São eles: 

  • indústria de fármacos, farmácias e drogarias;
  • fabricação, montagem e distribuição de materiais clínicos e hospitalares;
  • hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, padarias, quitandas, centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, de água mineral e de alimentos para animais;
  • produção, distribuição e comercialização de combustíveis e derivados;
  • distribuidoras de gás;
  • oficinas mecânicas e borracharias;
  • restaurantes em pontos ou postos de paradas nas rodovias;
  • agências bancárias e similares;
  • cadeia industrial de alimentos;
  • atividades agrossilvipastoris e agroindustriais;
  • serviços relacionados à tecnologia da informação e de processamento de dados, tais como: gestão, desenvolvimento, suporte e manutenção de hardware, software, hospedagem e conectividade;
  • construção civil;
  • setores industriais.

Call center em BH

Na segunda-feira (23), a Prefeitura de BH divulgou regras para que o serviço de call center continuasse funcionando, mas com um planejamento de migração gradual para o teletrabalho em até 30 dias.

Procurada, a PBH informou que o decreto municipal segue em vigor. A reportagem também entrou em contato com o Sindicato dos Trabalhadores em Telefonia de Minas Gerais (Sinttel/MG) para entender as mudanças em Minas Gerais e aguarda retorno.

Leia mais:
Saiba o que é, a indicação e os riscos da cloroquina, cogitada contra o coronavírus
Senado votará na segunda auxílio de R$ 600 para trabalhadores
Óleos essenciais para proteger ambiente, corpo e mente do coronavírus; assista ao vídeo!