O número de casos suspeitos do novo coronavírus em Minas saltou dos 17.409 contabilizados até a quinta-feira (26), para 21.691 nesta sexta-feira (27). Com 4.282 novos registros suspeitos, houve um aumento de quase 25% nas notificações em 24 horas. O número de confirmações para a Covid-19 também aumentou, passando de 153 para 189. Até o momento, 28 mortes pela doença estão sendo investigadas.

Os óbitos em análise são aqueles que aguardam a realização dos exames para confirmar ou descartar a infecção do novo coronavírus. Já foram 33 mortes notificadas no Estado, sendo que cinco foram descartadas para a doença e outras 28 aguardam os exames. 

A última morte suspeita revelada aconteceu na última quarta-feira (25), quando um jovem de 18 anos, que apresentava sintomas do novo coronavírus, morreu na UTI do Hospital Infantil São Camilo, em Belo Horizonte. Ele apresentava um quadro de síndrome respiratória aguda grave e era portador de comorbidades. 

Belo Horizonte já tem 118 casos comprovados de coronavírus. Nova Lima, na Região Metropolitana, tem 13 registros, e Juiz de Fora, na Zona da Mata, 11. Além destas, outras 21 cidades mineiras também têm pessoas infectadas pela Covid-19. 

Ao todo, são 110 homens doentes e 79 mulheres. A maior incidência da doença no Estado ocorre entre a população de 20 a 59 anos, com 159 confirmações. Além disso, 27 idosos entre 60 e 79 anos também foram infectados, e apenas uma pessoa com mais de 80 anos pegou a doença. Nenhuma criança de 1 a 9 anos teve a confirmação da Covid-19, mas um bebê de menos de 1 ano e uma pessoa na faixa etária de 10 a 19 anos testaram positivo.

Leia mais:
Justiça libera R$ 38 milhões da Vale para serem usados no combate ao coronavírus em Minas 
Coronavírus: 1500 igrejas podem servir de hospitais de campanha na Grande BH
Páscoa menos doce: com a Covid-19, comércio prevê retração nas vendas de ovos de chocolate e peixes