Uma mulher de 35 anos foi presa, na noite dessa quinta-feira (12), após chamar de "macaco" o fiscal de uma farmácia na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ela também teria insultado policiais militares, chegando a chamar uma agente de "vagabunda". 

Segundo a Polícia Militar, a mulher estava na entrada da farmácia localizada na avenida do Contorno, no bairro São Bento, e abordava os clientes de forma abrupta, falando para eles abrirem a bolsa pra ela ver o que havia dentro. 

Por causa disso, o fiscal do estabelecimento foi falar com ela, e acabou sendo agredido verbalmente. Ele foi chamado de "macaco da bunda grande" e outros termos ofensivos, e chamou a polícia, que também sofreu insultados. Uma militar, além de ser chamada de "vagabunda", ainda foi ameaçada de levar um tapa. 

A suspeita foi presa por injúria racial e precisou ser contida pelos policiais para ser levada à Central de Flagrantes 3 (Deplan). 

Leia mais:
'Obrigado, crioula': médico é suspeito de injúria racial contra recepcionista de clínica em BH
Minas registrou mais de 290 casos de injúria racial em 2019