Uma tempestade que chegou ao volume de 150 milímetros em apenas duas horas na cidade de Prata, no Triângulo Mineiro, provocou diversos estragos na cidade, que tem cerca de 27 mil habitantes, nessa sexta-feira (28). Segundo a Polícia Militar, foram registrados vários desabamentos, três pontes ficaram destruídas e pelo menos 14 famílias tiveram que deixar suas casas. 

Além disso, todo o asfalto de uma avenida foi arrancado. A via foi construída em cima de um córrego que foi canalizado e a galeria acabou não comportando o grande volume de chuva e transbordou. 

O tenente Marcelo Fagundes, da Polícia Militar, que trabalhou no resgate às vítimas, conta que em 18 anos atuando na cidade nunca havia visto situação semelhante. "Me lembro de uma chuva forte há alguns anos, que chegou a inundar algumas casas nas regiões mais próximas ao córrego, mas nunca perto do que aconteceu ontem (sexta, 28), de rodar carro na rua, crateras abertas, nada nisso". 

Também houve registro de veículos que caíram em crateras abertas nas ruas e dezenas de casas residenciais e comerciais alagadas. Ainda conforme a polícia local, várias pessoas chegaram a ficar ilhadas e tiveram que ser resgatadas pelos militares. Muitas pessoas que tiveram as casas inundadas foram resistentes em sair das residências e tiveram que ser retiradas à força pelos policiais. 

Os córregos que cortam a cidade transbordaram e invadiram as pontes da área urbana e até rodovias que passam pelo município precisaram ter o trânsito interrompido. Além disso, várias ruas estão obstruídas devido a quedas de árvores e alguns veículos chegaram a ser arrastados pelas correntezas. 

Prata

Até a manhã deste sábado, não havia registro de pessoas desaparecidas ou mortas por causa dos estragos. Segundo o tenente Fagundes, também não houve registro de feridos com gravidade. Os vídeos acima foram registrados por ele e também por outros moradores do município. 

Por meio de nota, a prefeitura de Prata informou que articula uma força-tarefa junto aos órgãos envolvidos para ajudar as famílias atingidas pelas chuvas. 

Leia mais:
Governo federal alerta para possibilidade de tempestades em Minas nos próximos dias
Temporal de 120 mm causa alagamentos e obriga 500 moradores de Muriaé a deixar casas
Barranco cede, atinge casa e deixa quatro feridos no bairro Nova Cintra