A Terça-feira de Carnaval em Belo Horizonte terá ainda mais cores e ritmo com os desfiles das escolas de samba. A passarela da capital será a avenida Afonso Pena, no centro, entre Carandaí e a rua da Bahia.

Pela primeira vez, a via terá espaço para recuo de bateria. Além disso, arquibancadas foram instaladas para que cerca de 1,5 mil pessoas acompanhem as apresentações. O evento, que tem entrada gratuita, começa às 18h com o bloco Afoxé Bandarerê.

desfiles

Neste ano, a Prefeitura de Belo Horizonte concedeu verba total de R$ 1,6 milhão para as escolas prepararem adereços e cobrir demais gastos com apresentações. Cada uma recebeu cerca de R$ 200 mil, aumento de 100% se comparado a 2019, onde as agremiações tiveram direito a R$100 mil para o desfile. 

Formato e premiação
As escolas que desfilarão no Carnaval deste ano serão distribuídas de duas formas. O chamado especial terá oito escolas de samba que participaram do Desfile Oficial em 2019, sendo elas seis agremiações do grupo especial, e outras duas que subiram do grupo de acesso do Carnaval do ano anterior e que estejam devidamente regularizadas na Belotur. 

O segundo grupo será o de apresentação, que será formado por, no máximo, duas escolas de samba que estiverem se inscrevendo pela primeira vez ou que não tenham desfilado no Carnaval de BH em 2019. Essas terão no mínimo 40 e no máximo 55 minutos para atravessarem a avenida, sendo sujeita a penalizações caso não cumpram o tempo estipulado. 

A premiação para as escolas de samba do grupo especial que forem vencedoras do Carnaval de Belo Horizonte será distribuída entre primeiro, segundo e terceiro lugares, sendo:

Primeiro lugar: troféu e R$ 80 mil;
Segundo Lugar: troféu e R$ 40 mil;
Terceiro Lugar: troféu e R$ 20 mil;

Apuração
A apuração será na quinta-feira (27), às 17h, no Mercado da Lagoinha. De acordo com a Belotur, os jurados dão as notas e, depois do desfile, elas são guardadas em um cofre. 

Ordem dos desfiles
18h - Abertura: Afoxé Bandarerê
18h40 - Unidos dos Guaranys
19h35 - Raio de Sol
20h30 - Mocidade Independente Bem-Te-Vi
21h25 - Imperavi de Ouros
22h20 - Acadêmicos de Venda Nova
23h15 - Canto da Alvorada
00h10 - Cidade Jardim 
01h05 - Estrela do Vale
02h00 - Imperatriz de Venda Nova
02h55 - Encerramento do evento

Conheça algumas agremiações

- Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova

Campeã do Carnaval de 2019, a mais tradicional escola de samba de Belo Horizonte vem com enredo "O poder de acreditar e realizar. As provocações de Fabiano Lopes Ferreira". Segundo o presidente da agremiação, Francisco Gonçalves, a escola irá desfilar com 800 integrantes, quatro carros alegóricos, trazendo muitas novidades para o Carnaval da cidade. "A nossa expectativa é muito boa para este ano, investimos cerca de R$ 300 mil para fazer uma festa bem bacana para a população".

Ainda segundo Francisco, a escola vem com uma agenda de 30 ensaios de bateria desde o mês de novembro, todas as quartas, sextas e domingos, sendo que domingo (16) foi o dia do ensaio geral da escola.

Confira o enredo


G.R.E.S Raio de Sol

Recém promovida à elite do Carnaval de BH em 2020, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Raio de Sol vem com o enredo "Toninho Gerais". Segundo a diretora da agremiação, Ciça Ângelo, de 25 anos, a preparação da escola para o desfile deste ano está a todo vapor. "Está uma loucura, mas uma loucura deliciosa para aqueles que fazem com amor. Todo dia é uma nova descoberta e um novo desafio, nervos a flor da pele. Estamos construindo fantasias e a equipe cresce a cada momento", afirmou.

Ainda segundo Ciça, a expectativa está a melhor possível. "Estamos com um tema de peso. Vamos mostrar que o samba também pode ser de Minas, e que a Raio de Sol veio para falar com as grandes". A agremiação, que disputou o grupo de acesso no Carnaval do ano passado, conseguiu subir para a divisão especial em primeiro lugar com 152,7 pontos, em uma disputa com a Unidos dos Guaranys, que ficou com a segunda vaga com 151,8 pontos. 

De acordo com a diretora, a escola vai desfilar em oito alas e com cerca de 30 pessoas. "Alguns destaques de chão, várias surpresas, com poucos passistas. Teremos uma bateria enxuta, mas muito eficiente". Ciça também conta que a escola já vinha se preparando há muito tempo. "Desde o mês de agosto do ano passado já estávamos pensando no tema, elaborando samba e os primeiros detalhes". 

Confira o enredo

 

- G.R.E.S Cidade Jardim

Terceira colocada no desfile do Carnaval de 2019, a escola de samba Cidade Jardim vem com o enredo "homenageando os 300 anos de Minas Gerais, contando a história que não foi contada".  Segundo o presidente da agremiação, Alexandre Silva, de 50 anos, o trabalho está intenso nesta reta final e ainda há muito o que fazer. "Trabalhamos em busca do título, e a disputa todo ano fica cada vez mais acirrada." 

A escola irá desfilar pela avenida Afonso Pena à meia-noite de terça-feira (25) levando muita alegria para a população belo-horizontina. Segundo Alexandre, a expectativa é grande, porque o investimento também é. "Estamos gastando muito ainda, acredito que irá passar dos R$ 300 mil. Serão 500 componentes espalhados pela avenida e muitos ainda ficaram de fora por falta de mais recursos".

Confira o enredo: