O bloco Juventude Bronzeada, que havia anunciado o cancelamento do cortejo na última semana, confirmou nesta segunda-feira (24) que vai desfilar. Mantendo dia, horário e local previstos - terça-feira (25), às 11h, na avenida Assis Chateaubriand -, o grupo só não vai manter o carro de som tradicionalmente usado, devido ao impasse com o poder público, que não liberou os veículos sem a apresentação do Certificado de Adequação à Legislação de Trânsito (CAT).  

 "Trabalhamos até hoje para viabilizar o carro de som que usaremos amanhã. Por diversas vezes, achamos que não conseguiríamos botar o bloco na rua. Estivemos tristes, fragilizadas e fragilizados nos últimos dias, mas CONSEGUIMOS, com o esforço de muita gente (inclusive com muitas horas perdidas de folia no Carnaval)", informou o bloco por meio de suas redes sociais. 

Este já é o sétimo ano de desfile do Juventude Bronzeada, um dos blocos com maior apelo de público no último dia de Carnaval. Só no ano passado, o cortejo levou mais de 100 mil pessoas à concentração, na avenida Assis Chateaubriand, no Floresta, região Centro-Sul da capital.   

Confira o comunicado do bloco:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

VAI TER JUVE SIM! Também em 2020, “a nossa voz e toda voz com a força dessa festa vai soar!” ☀️ . Amanhã colocaremos o Bloco Juventude Bronzeada na rua pelo sétimo ano. Não vamos perder nosso espaço, não vamos nos calar diante das arbitrariedades, não vamos aceitar que o nosso carnaval seja censurado. Em BH, carnaval sempre foi e sempre será um ato político e de resistência. Vamos continuar ocupando os espaços públicos da cidade, vamos continuar trazendo a alegria para as ruas em nossos ensaios ou cortejos. . Continuaremos a defender as minorias. Na Juventude Bronzeada a mulher preta tem voz, a comunidade LGBTQI+ é respeitada, a diversidade é comemorada e valorizada. Temos posicionamentos críticos ao atual governo e é direito nosso questionar e apontar caminhos que consideramos mais claros e humanizados. #SeremosResistência Vale lembrar que nem todos os órgãos públicos estão dispostos a prejudicar o carnaval: existem aqueles que compreendem a nossa luta. Seguimos juntos nessa construção para somar ao Carnaval de BH. . Trabalhamos até hoje, segunda-feira de carnaval, para viabilizar o carro de som que usaremos amanhã. Por diversas vezes achamos que não conseguiríamos botar o bloco na rua. Estivemos tristes, fragilizadas e fragilizados nos últimos dias, mas CONSEGUIMOS, com o esforço de muita gente (inclusive com muitas horas perdidas de folia no carnaval). O Carnaval de 2020 mostra-se o mais tenso e sombrio dos últimos anos. Vamos lutar para que a alegria se sobressaia diante de toda a injustiça que sofremos. Sempre trabalhamos duro para cumprir todas as etapas e requisitos. Não vamos nos curvar para que sejamos tomados como prestadores de serviço, não vamos fazer a Juve crescer exponencialmente da mesma forma como o carnaval da cidade tem crescido diante das iniciativas privadas. Somos assim: gostamos do olho no olho, gostamos de conversar sobre nossas causas, não teremos trio elétrico carreta gigante! Para manter nossa festa e nossa voz nas ruas. VAMOS SIM para a Avenida Assis Chateaubriand na terça-feira de carnaval. Vamos cantar nossas canções e defender nossos ideais, como sempre fizemos. [Continua nos comentários]

Uma publicação compartilhada por Juventude Bronzeada (@juventudebronzeada) em

 

 

Leia mais:

Confusão com policial termina com um ferido e um baleado na Praça da Estação
Chuva e desfile politizado lavam a alma de foliões no Havayanas Usadas
Baianas Ozadas lavam escadaria da igreja São José e trazem espírito de Salvador ao Carnaval de BH
Carnaval 2020: confira a programação e como chegar aos 48 blocos que desfilam nesta segunda em BH
Com o carro de som vetado, Pena de Pavão de Krishna volta às origens e usa o tuk tuk no cortejo