"Se não tiver licenciado pelo Detran, o veículo será apreendido". Em mais um capítulo que envolve a liberação de carros de som durante o Carnaval de Belo Horizonte, o comandante-geral da PMMG, coronel Giovanne Gomes da Silva foi taxativo. "Existe uma legislação federal que regula isso e essa legislação é cumprida pelo Detran, que é o orgão competente para licenciar os veículos. Cabe à Polícia Militar proteger o cidadão mineiro através da fiscalização. Nós queremos um ambiente de blocos seguro", explicou o comadante.

Ainda segundo o coronel, tratam-se de "caminhões de reboque, pranchas, carros de som que foram adaptados para trio elétrico", sem nenhum tipo de segurança. 

O encontro na tarde desta quinta-feira (20), que contou com representantes de blocos de rua da capital, autoridades de segurança e o secretário-adjunto de Governo, José Geraldo de Oliveira Prado, terminou com a decisão de que a lei nacional deve ser cumprida. Os carros sem a documentação precisam se regularizar. 

Para isso, o Detran montou uma força-tarefa, mas não há como garantir que os carros de som sem a documentação consigam se regularizar a tempo. Segundo o diretor do Detran-MG, Kleyverson Rezende, metade dos carros de som usados no Carnaval de BH estaria irregular. "“O Detran está aguardando que os representantes dos blocos, e até mesmo os proprietários dos veículos que estão sendo utilizados, compareçam com a documentação que possuem atualmente para verificarmos se eles seguiram a lei para poderem fazer a transformação em seu veículo”, afirmou.

A polêmica envolve os trios elétricos que atendem a 15 blocos de rua da metrópole. No último fim de semana, dois carros de som foram apreendidos, inviabilizando os cortejos de três blocos.

A exigência, que pegou os organizadores de surpresa, é considerada, por eles, uma burocracia desnecessária, já que todos os laudos de segurança e autorização que haviam sido requeridos pela administração municipal já foram emitidos e protocolados.  

Advogados da empresa responsável pelo aluguel dos veículos acionaram a Justiça, na madrugada desta quarta-feira (19), na tentativa de reverter a situação. Apesar de todos os caminhões já terem o laudo de inspeção técnica fornecida por empresa credenciada, a exigência que pegou os blocos de surpresa é um requisito de alteração do veículo. "Um nome no documento", afirma o defensor.

Juventude Bronzeada

Bloco Juventude Bronzeada

Após os tribunais negarem liminar favorável  o Juventude Bronzeada, um dos principais blocos de rua de Belo Horizonte, informou na tarde desta quinta-feira (20) o cancelamento de seu desfile.

Leia Mais:

Contra o tempo: ação judicial pede liberação de trio elétrico para blocos; um deles desfila nesta 5ª
Carros de som de metade dos 30 blocos de BH que usam estrutura estão irregulares
Detran poderá ter força-tarefa para liberar trios elétricos antes de desfiles de bloquinhos em BH