Subiu para 47 o número de mortes provocadas pelas chuvas em Minas Gerais só nesse fim de semana.  A informação foi divulgada pela Defesa Civil Estadual na noite desta segunda-feira (27). Quatro pessoas seguem desaparecidas nos municípios de Luisburgo, na Zona da Mata, e Conselheiro Lafaiete, na região Central. 

Segundo o último levantamento do órgão, há 14.609 desalojados e 3.386 desabrigados no Estado. Entre os mortos estão crianças e bebês e a Região Metropolitana de Belo Horizonte contabiliza o maior números de fatalidades: 26.

A maior parte das ocorrências está relacionada a desastres geológicos provocados pelas chuvas, como deslizamentos e soterramentos.

Mais de 18 mil famílias foram afetadas pelos temporais que começaram na última sexta-feira (24) e o número de cidades em situação de emergência já chega a 101. A medida vale por 180 dias e possibilita a agilidade nas ações para a recuperação dos estragos e auxílio à população. Todos os órgãos estaduais estão autorizados a atuar nos trabalhos sob coordenação da Defesa Civil.

 Os municípios de Carangola e Orizânia, na Zona da Mata, e Ibirité, na Grande BH, decretaram estado de calamidade pública.

Leia mais:

Banco do Brasil abre contas especiais para depósitos de ajuda a vítimas das chuvas em Minas
Defesa Civil alerta para chuva de 100 mm em BH nos próximos três dias
Chuvas serão ainda mais fortes em fevereiro em Minas, afirma meteorologia