A Backer informou nesta quarta-feira (15), por meio de nota, que disponibilizou um canal de contato telefônico exclusivo para familiares de pessoas que foram hospitalizadas com sintomas da síndrome nefroneural, possivelmente provocada por intoxicação por dietilenoglicol encontrado em garrafas de cerveja da marca Belorizontina.

A empresa disse que “está aberta para receber o contato desses familiares sempre que desejarem e continua colaborando com as autoridades e verificando seus processos para contribuir com as investigações e ter respostas o quanto antes”. Os familiares podem ligar para (31) 3228-8859, das 8h às 17h.

Em coletiva realizada nesta terça-feira (15), a empresa confirmou que o consumo de Belorizontina pode provocar problemas de saúde e recomendou aos clientes que não façam uso dessa marca de cerveja – além da Capixaba, que tem o mesmo teor da Belorizontina, mas com rótulo voltado para o público do Espírito Santo.

Até o momento, de acordo com a Polícia Civil, 18 casos de síndrome nefroneural são investigados por uma força tarefa. Nesta quarta-feira, foi anunciada a morte de um homem com sintomas de intoxicação. Mas a confirmação só será feita após análise do Instituto Médico-Legal.

Veja, na íntegra, a nota enviada pela Backer na tarde desta quarta-feira:

"Conforme anunciado na coletiva de imprensa do dia 14 de janeiro, a Backer estruturou uma equipe especializada, que desde ontem atua para prestar assistência e fornecer o apoio necessário aos pacientes e seus familiares. A empresa se solidariza com essas pessoas, compartilha da mesma dor que eles vivem nesse momento, e reforça sua atenção e seu compromisso em disponibilizar todo o suporte necessário para cada um deles. A Backer está aberta para receber o contato desses familiares sempre que desejarem e continua colaborando com as autoridades e verificando seus processos para contribuir com as investigações e ter respostas o quanto antes. O contato exclusivo para os familiares é (31) 3228-8859, de 8h às 17h".