Um homem de 42 anos poderá responder pelo crime de injúria racial após ter chamado um motorista de ônibus de macaco na manhã desta segunda-feira (16), durante uma briga de trânsito na avenida Afonso Pena, no Centro de Belo Horizonte. Uma viatura policial passou no momento em que acontecia a troca de ofensas entre os motoristas e encaminhou os dois, além de várias testemunhas, para a Central de Flagrantes 2.

De acordo com o testemunho do motorista de 58 anos, que conduzia um coletivo da linha 4103 (Aparecida/Mangabeiras), ele havia dado seta para indicar que iria parar em um ponto na avenida Afonso Pena, quando o homem que conduzia um Citroen acelerou, parando bruscamente em frente ao ônibus.

afonso pena
A confusão aconteceu na avenida Afonso Pena, sendo que as ofensas continuaram mesmo após a PM chegar

O homem teria descido do carro para tirar satisfação com o motorista de ônibus, o xingando de "macaco", "filho de uma égua", entre outros termos ofensivos. 

Segundo a vítima, o homem bateu na lataria do ônibus e tentou forçar a entrada pela porta do coletivo, que havia sido fechada. Dois passageiros e o cobrador do ônibus confirmaram a versão.

Já o motorista do Citroen relatou aos policiais que foi fechado pelo ônibus e foi tirar satisfação com o motorista, que teria revidado chamando-o de "veado". Ele contou ainda que o motorista do ônibus jogou água em sua direção, molhando sua camisa, deixando-o mais nervoso.

Consta no boletim de ocorrência que, mesmo após a chegada dos policiais militares, o homem continuou xingando o motorista do ônibus de "macaco".

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setra-BH) informou que orienta seus profissionais a não reagirem e que, nestes casos, eles devem acionar, o mais rápido possível, a Guarda Municipal e a Polícia Militar.

Leia mais:
Silvio não aceita vitória de mulher negra e internet o acusa de racismo
Mulher que fez injúrias raciais a taxista obtém liberdade provisória mediante pagamento de fiança
Família de presa por injúria racial em BH pede desculpas e alega que ela tem transtorno mental
Conheça as diferenças entre racismo e injúria racial