Quem estava na manhã desta segunda-feira (2) no Fórum de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, presenciou uma fuga digna de filme. Após perceber que seria preso, um homem de 41 anos saiu correndo do local e foi perseguido por policiais, sendo detido pouco tempo depois já do lado de fora da unidade. 

Segundo uma advogada que estava no local e preferiu não ser identificada, o suspeito passou por ela andando tranquilamente. "Foi a maior cena de filme. Ele passou do nosso lado aqui, tranquilinho, mas quando ele viu os policiais vindo, correu e os policiais foram atrás. Ele saiu do Fórum e pegou um carro. O policial pegou outro carro e fez a mulher sair dirigindo e conseguiu pegar ele lá embaixo. Esse cara assumiu a culpa dele literalmente", conta a testemunha. 

Conforme a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o homem é réu em um processo e foi até o Fórum para consultar sobre o andamento do mesmo. Porém, a escrivã viu que existia um mandado de prisão e acionou a polícia. Como estava demorando, o suspeito desconfiou e iniciou a fuga, sendo perseguido e preso. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), o mandado de prisão em aberto era por causa de um furto ocorrido no dia 27 de dezembro do ano passado. Na ocasião, o homem e um comparsa abordaram um rapaz que esperava um ônibus em frente a um batalhão da PM, na avenida João César de Oliveira, e, simulando uma arma de fogo, roubaram o celular da vítima. A dupla foi parada pela polícia pouco tempo depois e acabou presa em flagrante. 

Os dois suspeitos foram condenados em abril deste ano a uma pena de 5 anos e quatro meses de reclusão. Após ser detido, ele foi encaminhado para a delegacia da cidade. 

Leia mais:
Trio protagoniza fuga cinematográfica no Anel Rodoviário, mas acaba detido
Fugitivos de ataque a bancos em Uberaba podem ter usado avião para deixar a cidade
Assalto cinematográfico tem motorista de app amarrado, perseguição e tiroteio na Grande BH
Trio é detido após roubar viatura, bater em carro na Amazonas e trocar tiros com investigador