Um homem suspeito de fabricar notas falsas foi preso na tarde desta quinta-feira (2), no bairro Paulo VI, na região Nordeste de Belo Horizonte.

Na casa dele, a Polícia Militar encontrou R$ 16 mil em cédulas falsificadas, impressoras, computador,  papel, além de diversos materiais usados neste tipo de crime.

Os policiais desconfiaram do suspeito, de 36 anos, após ele demonstrar nervosismo durante uma operação de rotina do Grupo Especializado em Patrulhamentos em Área de Risco (Gepar).

“Ele estava sentado na rua e se mostrou muito nervoso. Ele disse que morava em frente de onde estava, mas em seguida, um homem que se apresentou como tio dele informou que ele morava um pouco para baixo. Como ele mentiu, nós o levamos até a casa e durante as buscas encontramos uma impressora e moldes de cédulas”, explica o tenente Felipe Soares.

Ainda de acordo com o Soares, do 16º Batalhão da Polícia Militar, ele confessou que fabricava as notas, mas não disse o que faria com o dinheiro. “As cédulas eram muito parecidas com as verdadeiras e apesar de não terem todos os elementos, as falsificações poderiam enganar, principalmente se misturadas com outras notas verdadeiras”, conclui o tenente.

O homem foi levado para a Polícia Federal. Ele pode pegar de 3 a 12 anos de prisão por crime de moeda falsa.