Após receber denúncias por meio do aplicativo da Prefeitura de Belo Horizonte, a Guarda Municipal prendeu seis homens na tarde desta segunda-feira (18), suspeitos de atuar como flanelinhas no bairro Santa Efigênia, região Leste de Belo Horizonte. Desde o lançamento do serviço no PBH App, em outubro passado, já foram registradas 489 denúncias de atuação de flanelinhas na capital.

Todos os suspeitos presos nesta tarde estariam atuando como flanelinhas na região da esquina entre a rua Padre Rolim e a avenida Alfredo Balena, próximo à Faculdade de Medicina da UFMG. De acordo com a Guarda Municipal, os homens estariam exigindo pagamento aos motoristas sob ameaça velada de terem os veículos danificados.

Eles foram encaminhados à Central de Flagrantes 2, da Polícia Civil, de onde seguiram para a Delegacia Adida ao Juizado Especial Criminal (Deajec).

Como denunciar

Para utilizar o canal de denúncia, basta clicar no item "solicitar serviços" e escolher a opção "Locais de Atuação de Flanelinhas em Vias Públicas". Os pedidos são encaminhados diretamente à Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção e auxiliam no mapeamento e no planejamento de ações preventivas contra esse tipo de prática.

Segundo a Prefeitura de Belo Horizonte, a atuação dos flanelinhas configura crime de tentativa de extorsão, porque o "tomador de conta" costuma exigir do motorista o pagamento de um valor em dinheiro para que possa usar o espaço público como estacionamento.

Desde fevereiro de 2017, a Guarda Municipal de Belo Horizonte realiza a Operação Flanelinha em dias de jogos de futebol ou em grandes eventos, para coibir a ação dos infratores nas imediações dos estádios e de áreas perto de parques e atrações turísticas. De janeiro a novembro de 2018, o saldo foi de 992 pessoas abordadas, sendo nove delas presas e 23 ocorrências registradas.

O número de prisões em relação às abordagens é baixo porque o autor da tentativa de extorsão somente pode ser autuado se a vítima concordar em seguir até a delegacia da Polícia Civil para registrar a queixa, o que raramente acontece.

As regiões campeãs no número de denúncias, segundo a Guarda Municipal, são Centro-Sul, Pampulha e Oeste. 

Leia mais:
Denúncias sobre atuação de flanelinhas podem ser feitas pelo aplicativo da PBH