Professores e servidores da educação municipal de Belo Horizonte têm, neste ano, uma chance a mais – e gratuita – para aprimorar os conhecimentos em outros idiomas. Pela primeira vez, a categoria poderá participar de cursos de línguas oferecidos pela UFMG por meio de um programa do Ministério da Educação (MEC).

O Idiomas Sem Fronteiras, criado em 2012 e já oferecido a alunos, docentes e servidores técnico-administrativos da Federal, agora será ampliado a profissionais vinculados à escola básica da rede pública da metrópole. A proposta é aproximar esse público à universidade.

Os interessados terão acesso aos cursos de espanhol, italiano, francês e inglês. As capacitações ocorrerão em unidades da UFMG, em Belo Horizonte e em Montes Claros, no Norte de Minas, e terão cargas horárias que variam de 16 horas a 32 horas.

Os trabalhadores da rede pública municipal poderão participar de turmas já formadas nos campi da Federal, mas também contarão com aulas exclusivas no auditório da secretaria, localizada no bairro Santo Antônio, na região Centro-Sul da capital mineira.

Em Minas são ofertadas, nesta edição, 4.075 vagas para os quatro cursos do Idiomas Sem Fronteiras, informou o Ministério da Educação; 
dessas, são 125 para espanhol, 150 para italiano, cem para francês e 3.700 para inglês
 

Aulas

Os cursos são ministrados por alunos da graduação e especialização da Faculdade de Letras (Fale) da universidade, supervisionados por professores.

A iniciativa é considerada positiva. Integrante da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal de Belo Horizonte (Sind-REDE/BH), Jacinta Gomes da Silva Braga afirma que, além dos docentes, os alunos das escolas públicas também tendem a ganhar com essa oportunidade de aperfeiçoamento. “É importante esse tipo de oferta, ainda mais por ser gratuito”, avalia.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação (Smed) informou que a parceria soma-se às demais iniciativas da pasta e tem validade até dezembro de 2021. O foco é na melhoria da formação docente, atualização e capacitação de todos os servidores da rede.

Cadastro

Quem deseja cursar “introdução à cultura e à língua italiana para fins acadêmicos” deve se inscrever até o meio-dia desta segunda-feira. O mesmo vale para os que pretendem enriquecer o vocabulário e aprender mais sobre espanhol, que contará com duas opções de capacitações, e francês, com três. 

Para o idioma inglês, no entanto, o programa pede que o candidato faça um teste de nivelamento ou tenha feito o exame de proficiência reconhecido pelo programa, o Test of English as a Foreign Language (TOEFL ITP).

Outros públicos

O período de inscrições para as capacitações presenciais também é válido para os estudantes de graduação e pós-graduação, de qualquer área de conhecimento, professores e servidores técnico-administrativos com vínculo ativo na UFMG, além dos alunos do Colégio Técnico (Coltec).

Idiomas sem Fronteiras