Um grupo de moradores de comunidades das cidades de Conceição do Mato Dentro e Alvorada de Minas, na região Central do Estado, interrompeu os dois sentidos da MG-010 na manhã desta quarta-feira (30), nesta localidade, para pedir o reassentamento de famílias que residem próximo à barragem de resíduos da Anglo American. A rodovia ficou fechada das 2 às 12h desta quarta. 

A manifestação fechou a rodovia MG-010, próximo à região da mina, que está localizada no entroncamento para a cidade de São Joaquim. De acordo com o Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM), participaram cerca de 100 moradores das comunidades de Água Quente, Passa Sete, São José do Jassen, Sapo, Porco, Cabeceira do Turco e Beco.

Na cidade, está localizada uma barragem do projeto Minas-Rio, da mineradora Anglo American. De acordo com Juliana Deprá, coordenadora estadual do MAM, cerca de 400 pessoas vivem em um raio de até 10 quilômetros de distância da barragem e estão localizadas em área de alto risco. 

Do total, a área mais preocupante, ainda na análise de Deprá, é a comunidade de Passa Sete. No local, 20 famílias dormem e acordam a menos de 1km de distância da área de rejeitos. O medo aumentou após a tragédia em Brumadinho. Outro fator de temor é a informação de que Minas-Rio terá volume 7 vezes maior do que Fundão, em Mariana, também na região Central. 

"Não se trata de quando e sim de onde vai acontecer o próximo rompimento. Queremos o reassentamento de todas as pessoas amparado por assessoria técnica, que deveria ter iniciado em abril de 2018 e até hoje a empresa diz que está aguardando o Estado e o Estado diz que aguarda a Anglo", afirmou Duprá. 

MAM

Moradores pedem assessoria técnica para reassentamento

Reunião será marcada

De acordo com a Anglo American, funcionários da empresa mantiveram contato com os manifestantes para discutir as reivindicações apresentadas no ato. Em nota, a mineradora informou que foi proposta a realização de uma reunião com representantes dos moradores da região e com autoridades locais para tratar de todas as demandas. O encontro deve ocorrer na próxima semana.  

Sobre a segurança da barragem, a empresa afirmou que a barragem foi construída com aterro compactado e seu alteamento (aumento de volume) está sendo feito pelo método a jusante, considerado o mais seguro e conservador. 

Além disso, a empresa afirmou que a barragem em questão tem programa de gestão de segurança, com inspeções diárias, leitura semanal dos instrumentos e inspeções geotécnicas com frequência mínima quinzenal, incluindo revisões trimestrais realizadas por empresas independentes.

Leia a nota completa 

Manifestação

A Anglo American preza pelo relacionamento com as comunidades vizinhas aos seus empreendimentos e mantém diálogo constante. Sobre a manifestação, equipes da Anglo American estiveram em diálogo com os manifestantes para discutir as reivindicações apresentadas no ato. Foi proposta a realização de uma reunião com representante dos moradores da região e com autoridades locais para tratar de todas as demandas. A empresa reafirma sua disposição para encontrar soluções consensuais que garantam a segurança e a qualidade de vida dos moradores.

Segurança da barragem

A Anglo American informa que a barragem de rejeitos do Minas-Rio, em Conceição do Mato Dentro (MG), conta com completo programa de gestão de segurança, o que inclui inspeções diárias, leitura semanal dos instrumentos e inspeções geotécnicas com frequência mínima quinzenal, além de revisões trimestrais realizadas por empresas independentes.

Estamos em dia com todas as auditorias que geram as declarações de estabilidade exigidas pela Agência Nacional de Mineração (AMN) e Fundação Estadual de Meio Ambiente (FEAM). A barragem foi construída com aterro compactado e seu alteamento está sendo feito pelo método a jusante, considerado o mais seguro e conservador.

Leia mais:
Notícias falsas atrapalham buscas, alerta Corpo de Bombeiros de Minas
TCU vai fiscalizar ações da Agência Nacional de Mineração
Força tarefa da Aneel fiscalizará barragens de usinas hidrelétricas
Vale terá de disponibilizar sete pontos para acolhimento de familiares de vítimas
Governo federal determina fiscalização imediata em cinco barragens de Minas