As aulas na rede municipal de ensino de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, terão início no dia 18 de fevereiro. Inicialmente, a retomada do ano letivo estava programada para acontecer 12 dias antes, no dia 6 de fevereiro. Porém, segundo a prefeitura, o adiamento ocorre devido à dívida do governo de Minas com a cidade. A informação foi confirmada por meio de nota na noite dessa segunda-feira (21).

De acordo com a Prefeitura de Contagem, a cidade deixou de receber R$ 180 milhões, sendo R$ 65 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Dessa forma, 56 mil alunos das 114 escolas e 3.500 estudantes do ensino médio na Fundação de Ensino de Contagem (Funec) deverão iniciar as aulas na data citada. 

Segundo a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), a mudança não irá afetar o calendário escolar em 2019. 

Crise financeira

Nesta terça-feira (22), o vice-governador Paulo Brant comentou o atraso no repasse às prefeituras

"Os prefeitos têm razão, o Estado têm que pagar integralmente o que é devido. Mas o que o Estado arrecada não dá para pagar o servidor, mesmo atrasado, e os repasses dos municípios. É um ou outro. Ou uma parte de um e uma parte de outro. Nós ficamos até envergonhados, mas não há alternativa. Não conseguimos aumentar a receita no curto prazo", afirmou, em entrevista à rádio CBN.

Leia mais:
Governo terá que escolher entre pagar servidores ou fazer o repasse aos municípios, diz Brant