Um porto seguro. Talvez seja essa a melhor definição para a Casa do Pequeno Cristo, espaço de convivência criado há quase 23 anos para assistir crianças e adolescentes de 6 a 14 anos em situação de vulnerabilidade social do Morro das Pedras, na região Oeste de Belo Horizonte. 

O trabalho desenvolvido pela instituição tem se tornado uma referência no campo da assistência social devido à abrangência dele. A casa tem como objetivo principal permitir que eles fortaleçam os vínculos com a própria família e com a comunidade em que vivem. Para isso, uma série de atividades e serviços é oferecida diariamente, já que os jovens frequentam o espaço no contraturno escolar. 

São aulas de música, artes, esportes em geral, além de atendimentos odontológico e psicológico. Há ainda atividades ligadas ao meio ambiente, como o cultivo de hortaliças e a jardinagem.

Os trabalhos podem ser acompanhados pelo Instagram @casadopequenocristo e facebook.com/casadopequenocristo

Rotina

O envolvimento dos pequenos com a rotina de estímulos é nítido. Todos estão sempre concentrados nas tarefas e com um sorriso constante estampado no rosto.

O clima de alegria se opõe à realidade vivenciada por muitas das crianças atendidas: elas vêm de famílias que precisam de assistência básica, como medicamentos e alimentação. 

“Há também os casos de pais envolvidos com drogas ou até em regime de reclusão, o que demanda acompanhamento psicológico com os alunos”, explica a psicóloga Elizabeth Ivo, diretora da instituição. 

Leia mais:

Mutirão de voluntários faz 'extreme makeover' em casa de assistência a menores carentes
 

Casa do Pequeno Cristo

O clima entre as crianças se opõe à realidade vivenciada por elas em casa

Mantenedora

A Casa do Pequeno Cristo é mantida pela Paróquia Santíssima Trindade, no bairro Gutierrez, também na região Oeste da capital, por meio de doações financeiras dos fiéis. A unidade também recebe produtos e alimentos que serão utilizados no dia a dia dos trabalhos.

Grande parte dos serviços oferecidos é viabilizada por meio de parcerias. No ano passado, um programa da Fundação Arcelor Mittal uniu mais de 80 voluntários para realizar ações como pintura e jardinagem no local.

Já em março, o projeto “Ver é Bom Demais”, da Fundação CDL Pró-Criança realizou exames oftalmológicos nos jovens assistidos e óticas patrocinadoras forneceram óculos aos pequenos.

Interessados em ajudar podem procurar a secretaria da paróquia, localizada na Praça Leonardo Gutierrez, 125, ou contactar diretamente a Casa do Pequeno Cristo pelo telefone (31) 3371-1245. A instituição está instalada na avenida Silva Lobo, 2.415, no bairro Nova Granada.