Pelo menos 16 pessoas foram presas suspeitas de envolvimento com venda ilegal de armas em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce. A operação desencadeada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e pela Polícia Militar desarticulou um grupo que fazia a venda do armamento para cidades de Minas Gerais e Espírito Santo.

Segundo as investigações da Promotoria, que começaram em julho do ano passado, o grupo ainda contava com funcionários de empresas de armamento de Governador Valadares e utilizavam as redes sociais para a venda dos equipamentos bélicos.

Durante as investigações, a promotoria descobriu o envolvimento de funcionários e ex-funcionários dr uma empresa de armamento que forneciam o material sem nota fiscal e nem registro de venda.

Nessa quinta-feira (22), a polícia cumpriu 30 mandados de busca e apreensão, além das prisões. Os militares também apreenderam 119 armas de fogo, munição, 26 celulares, notebooks, pen drives e R$ 4.455 em dinheiro e oito folhas de cheques.

(Com MPMG)*