A partir desta quinta-feira (16), o atendimento móvel da Ouvidoria Estadual volta a funcionar. O atendimento à população será na Praça 7, no Centro de Belo Horizonte. No local, o cidadão poderá registrar reclamações, denúncias, sugestões, solicitações e elogios sobre os serviços prestados por órgãos públicos estaduais diretamente com o ouvidor-geral do Estado, Wadson Ribeiro.

Os atendimentos serão realizados no posto da Ouvidoria Móvel e também contarão com a presença dos ouvidores especializados de Saúde, Fazenda, Patrimônio e Licitações Públicas, Polícia, Sistema Penitenciário, Ambiental e Educacional.

“Esses registros poderão servir de subsídio para a criação e o aprimoramento das ações do Governo em cada região. Temos o compromisso constante de ampliar e fortalecer os canais de comunicação da população com o Governo", declarou o ouvidor-geral.

Durante as atividades do Dia do Ouvidor, celebrado no dia 16 deste mês, será anunciada a retomada dos atendimentos presenciais dos ouvidores especializados na Casa dos Direitos Humanos (localizada na Av. Amazonas, 558, no Centro de Belo Horizonte).

Semanalmente, os seis ouvidores irão se revezar em agendas diárias no local. Os atendimentos juntamente com os ouvidores especializados poderão ser agendados pelo Disque Ouvidoria 162. O próprio ouvidor-geral irá manter uma agenda periódica de atendimento no local.

Dados

Em 2016, a Ouvidoria-Geral do Estado (OGE) recebeu 24.909 demandas da população mineira, o maior número anual de manifestações da história da OGE. Desse total, 77,27% das demandas já foram respondidas ao cidadão. Outros 22,73% encontram-se em tramitação em outros órgãos do Estado.

Dentre as seis ouvidorias especializadas que compõem a OGE, a Educacional foi a mais procurada pela população, com 6.319 registros. Em segundo lugar na procura está a Ouvidoria de Saúde, que teve 5.627 registros em 2016, a maioria relacionada à solicitação de medicamentos e queixas sobre os serviços de saúde. Em terceiro no ranking está a Ouvidoria de Polícia (que reúne assessorias da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros), com 5.300 demandas.

Serviço

A OGE recebe manifestações pelo Disque Ouvidoria (telefone 162), pelo site ou na sede do órgão (Rodovia João Paulo II, 4001 - Bairro Serra Verde – Belo Horizonte - MG - Prédio Gerais /12º Andar - CEP 31.630-901). Ofícios e cartas também serão aceitos como manifestações. Na Casa de Direitos Humanos (Avenida Amazonas, 558 - Centro de Belo Horizonte), o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30.

(Com Agência Minas)*