A Controladoria Geral do Estado (CGE) decidiu, nesta sexta-feira (28), prorrogar por mais 30 dias a suspensão de o vice-diretor de uma escola estadual de Santo Antônio do Monte, região Centro-Oeste de Minas, que tentou aliciar um aluno de 13 anos, pelo site de relacionamento Facebook. A mãe do adolescente descobriu uma conversa entre os dois no início de agosto e no final do mês o homem, que também é professor, foi afastado dos cargos. A suspensão terminou nesta sexta, e por isso a decisão dei deixá-lo fora das funções por mais um mês.

Os dois teriam começado a conversar no dia 29 de maio e frequentemente o educador pedia para o aluno apagar as conversas. Ele chegou a confidenciar para o garoto que era homossexual e que pagaria até R$ 200 para relações com homens, se demonstrando interessado no jovem.

Quando a mãe flagrou a conversa em que o suspeito oferecia o dinheiro em troca de sexo, ela imediatamente procurou a Polícia Militar. A Secretaria de Estado de Defesa Social foi comunicada e passou o caso para a CGE investigar. Como ainda não houve resultado, o caminho foi prorrogar a suspensão, divulgada nesta sexta, no Diário Oficial do Estado.

Para analisar o caso, a controladoria e a Polícia Civil fazem perícias nos computadores do vice-diretor e do aluno. As investigações estão paradas e não há previsão para a conclusão do inquérito.