GOVERNADOR VALADARES – O mineiro José Carlos Oliveira Coutinho, de 36 anos, pode ser condenado à pena de morte nos Estados Unidos. Natural de Ipaba, no Vale do Rio Doce, ele teria arquitetado o assassinato de três pessoas de uma família de missionários brasileiros em dezembro de 2009 em Omaha, estado de Nebraska. A previsão é de que o julgamento comece na próxima semana. 
 
O crime teria acontecido no dia 17 de dezembro de 2009, quando Vanderlei Szczepanik, a sua mulher Jaqueline (ambos de 43 anos) e o filho Christopher, de 7 anos, foram vistos pela última vez. Menos de 30 dias depois, o circuito interno de uma loja de conveniências flagrou o também mineiro de Ipaba, Valdeir Gonçalves ao lado de José Carlos fazendo compras com um cartão da família. A dupla trabalhava numa empresa da família Szczepanik. 
 
A situação dos dois se complicou depois que suas esposas, que na época do crime viviam no Brasil, contaram, por telefone, a policiais americanos, detalhes do suposto assassinato. As mulheres informaram que os brasileiros torturaram e esquartejaram a vítima (Vanderlei), colocando o corpo dentro de um saco com pedras, e o teria jogado em um rio.
 
Em agosto de 2011, durante julgamento, Valdeir confessou o crime e deu detalhes do brutal assassinato. Ele vai participar do julgamento como testemunha de acusação.