A Universidade Federal de Ouro Preto, região Central de Minas realiza na próxima quinta-feira (20) a campanha “Fios de Solidariedade”, evento alusivo ao Outubro Rosa. A ação, que acontece pelo terceiro ano consecutivo, promoverá cortes de cabelos para doação, assim como a doação de lenços. Pessoas com todos os tipos, cortes e cores de cabelo (inclusive pintados) podem doar, lembrando que o corte é gratuito, feito por voluntários.

O Fios de Solidariedade será realizado no ICEB, das 9h às 16h. Os participantes poderão, ainda, contribuir para a campanha com vídeodepoimentos ou mensagens sobre a importância de ser solidário. Rosana Gonçalves, do Centro de Saúde da UFOP, conta que são cerca de 50 voluntários entre organizadores, cabeleireiros e maquiadores envolvidos com o evento. Ela afirma que, nas últimas edições, a maior parte dos doadores eram da comunidade de Ouro Preto.

Autoestima 

 A estudante do curso de jornalismo, Daniela Félix, participou do evento em 2015 como doadora. "Eu fiquei sabendo da campanha pela internet e quis doar porque tenho uma tia que já teve câncer de mama; ela passou por todo o processo de químio e radioterapia, retirou a mama, perdeu o cabelo no processo, então eu sei que além de todas as dificuldades que a doença traz, a questão da autoestima é muito forte.

Segundo ela, "por ter um caso muito próximo, meus olhos se abriram mais pra essa questão, e aí quis ajudar." Daniela doou 30 centímetros do seu cabelo, mais do dobro do mínimo pedido na época, e tinha seu cabelo tingido. "Todos podem doar, e é preciso apenas a vontade, porque cabelo cresce e nós não temos noção da diferença que alguns centímetros do nosso cabelo podem fazer pra alguém que esteja passando por isso", acrescenta. Daniela disse que doará novamente, enfatizando que ela quer "tornar isso um hábito e doar todo ano."

Mensagens 

As mensagens colaborativas para a campanha já podem ser escritas, enviadas ou postadas. O material desenvolvido não precisa ser identificado e será encaminhado para os pacientes em tratamento do Hospital da Baleia, em Belo Horizonte. Os cabelos irão para a ONG Que seja Leve Que seja Breve, de Itabira, que confecciona as perucas para os pacientes do hospital.