No ano passado, 113.500 roubos foram registrados em Minas Gerais. O número é 22,15% maior se comparado com 2014, quando ocorreram 92.915 casos. O dado é da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), que nesta sexta-feira (11) divulgou balanço sobre o crime.

Conforme o levantamento, Belo Horizonte foi a cidade que mais concentrou roubos. Foram contabilizados 42.109 ocorrências, o que representa 37,1% do total no Estado. Na capital, em 2014, foram 34.934 registros. A alta de um ano para o outro foi de 22,43%.

O estudo mostrou, ainda, que o crescimento foi registrado em várias cidades. A maior alta ocorreu em Ribeirão das Neves, onde os roubos subiram de 1.192 para 1.999 (+67,70%). Em Governador Valadares e Varginha o aumento foi de 65,09%. Santa Luzia teve crescimento de 57,82%.

Em Contagem, o número de roubos subiu de 10.355 para 12.594 (+21,62%). Já em Betim os registros saltaram de 5.086 para 6.043 (18,82%). As ocorrências também aumentaram em Uberaba, passando de 3.530 para 3.172 (+11,29%). Em Montes Claros o aumento foi ainda maior, pulou de 3.048 a 2.182 (+39,69%).

Sete Lagoas (+35,84%), Divinópolis (+17,52%), Juiz de Fora (+20,74%), Ipatinga (+32,62%) também tiveram alta. As ocorrências foram menor em Uberlândia (-11,75%) e Poços de Caldas (-43,75%).

Furto

Crime com maior número de ocorrências, o furto ficou estável no Estado. Foram 311.702 registros em 2015 contra 306.682 em 2014.