As cidades de Belo Oriente, no Vale do Aço e Ferros, na região Central, irão receber doações de Mariana, município atingido pela lama de rejeitos que escorreu de uma barragem rompida da mineradora Samarco, controlada pela Vale e BHP Billiton, em novembro de 2015.

Belo Oriente também sofreu com a tragédia ocorrida com a barragem do Fundão, já que capta água no Rio Doce, bacia totalmente tomada pela lama. A cidade vai receber um total de 54 mil litros de água potável.

"Essa doação vai ajudar a matar a sede de cinco mil pessoas, principalmente em Cachoeira Escura", explicou o responsável pelo Conselho Municipal de Segurança Pública do distrito de Perpétuo Socorro, Ângelo Moreira.

A demanda por água, em Mariana, se concentrou nos primeiros dias após o rompimento da barragem, em 5 de novembro. Com a transferência das vítimas para hotéis e, mais recentemente, para casas alugadas, a necessidade de água foi reduzida.

“Nós sofremos muito com a perda de vidas, que é o pior. Tivemos também perda de casas, de bens móveis. Com as famílias nas casas, a demanda por água reduziu muito, então nada mais justo do que ajudar outras cidades que também sofreram com a tragédia”, declara o prefeito Duarte Júnior. As residências da cidade de Mariana e dos distritos não pagam pelo consumo de água.

Ferros

A cidade de Ferros está em situação de emergência desde o dia 20 de janeiro, devido às fortes chuvas que ocasiocaram deslizamentos de terra e cheia do rio Santo Antônio.

O prefeito Carlos Lage enviou um ofício no dia 22 de janeiro, ao prefeito de Mariana, Duarte Júnior, listando 600 pessoas desalojadas e 50 desabrigadas. No sábado (23), foram encaminhados ao município, 40 colchões de solteiro, 132 sacolas de roupas, seis caixas de roupas, 15 sacolas de sapatos, 110 kits de roupas de cama, entre edredons e lençóis, 342 cobertores, 298 sacolas de papel higiênico e dois pacotes de fraldas.

Além de todos esses itens, Mariana também transferiu doações de 34 galões de água de 20 litros e mais 243 garrafas de 1,5 litros, totalizando em mais de mil litros de água potável.  

Doações para o Estado

Há três semanas a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC) oficiou à Prefeitura de Mariana solicitando transferência das doações de água. Cerca de 15 mil litros de água potável foram encaminhados para CEDEC.