Mais cinco famílias irão a Bento Rodrigues, na manhã desta quinta-feira (19), para retirar pertences de casas que resistiram ao rompimento da barragem da Mina de Germano, na região Central de Minas.

Vinte residências localizadas no alto do distrito não foram afetadas pela tragédia. Na quarta-feira, oito famílias retiraram móveis e eletrodomésticos. Eles são acompanhados de funcionários da guarda municipal, defesa civil e Samarco. Os pertences são colocados em conteiners alugados pela mineradora.

O ajudante geral de jardinagem Luciano da Silva, de 54 anos, vai até Bento pra tentar resgatar o que ficou da casa, onde morava há 30 anos. "Vou tirar as coisas de lá. Pelo menos, ficou alguma coisa. Meus vizinhos perderam tudo". Ele contou que estava próximo ao rio quando a onda de lama chegou e por pouco conseguiu escapar.

Nesta quinta-feira, está hospedado no hotel gerais e a companheira Maria José dos Santos, de 54 anos, foi internada no hospital de Mariana. "Foi de desgosto por tudo isso que aconteceu".