O Corpo de Bombeiros resgatou nesta sexta-feira (13) mais um corpo na região onde ocorreu o rompimento de duas barragens da Samarco. O cadáver foi resgatado em Santa Cruz do Escalvado.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Mariana, região Central de Minas, onde será periciado e identificado. Com o resgate, o número de corpos localizados subiu para nove.

Contudo, sete foram identificados e tiveram as causas do óbito confirmados em decorrência da tragédia. Outros três cadáveres permanecem no IML.

No fim desta tarde, o Governo de Minas publicou um boletim atualizando o número de desaparecidos na tragédia em Mariana.

No momento são 18 desaparecidos: sendo 9 funcionários e 9 moradores. Segundo nota, a classificação de “vítima do rompimento das barragens” só é reconhecida oficialmente após a identificação do corpo.

Ao longo da tarde desta sexta, militares do Corpo de Bombeiros realizaram com o apoio de maquinário pesado a retirada de detritos até o nível do solo para a abertura de ruas e antigos acessos do distrito de Bento Rodrigues.

A ação para ajudar nas buscas das vítimas, nos locais informados pelos familiares, assim como pertences e animais. As buscas por vítimas continuam nos municípios atingidos.

A Secretaria de Estado de Saúde realizou a entrega de mais de 729 mil unidades de 48 tipos de medicamentos, como antibióticos, analgésicos, antialérgicos, corticoides, entre outros, para a cidade de Mariana. Já para a cidade de Barra Longa, foram distribuídos 72 tipos de medicamentos, totalizando mais de 268 mil unidades.