Técnicos do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) irão a Mariana, na região Central de Minas, nesta terça-feira (10), para vistoriar a área das barragens de Fundão e de Santarém, que romperam na última quinta (5). O objetivo da visita, que inclui análise da documentação fornecida pela Samarco Mineradora, é buscar explicações para o acidente e avaliar se há riscos para a Barragem de Germano, estrutura ainda intacta.

O DNPM é o órgão federal responsável por controlar e fiscalizar o exercício das atividades de mineração em todo o território nacional.

De acordo com o geólogo Luiz Paniago, coordenador de Fiscalização de Pesquisa Mineral do DNPM e especialista em segurança de barragem, somente a análise dos documentos e uma visita in loco poderão esclarecer o acidente. "Depois de analisar a documentação, vamos descer de helicóptero até a base da barragem e avaliar se há algum tipo de problema. Observando algo, iremos intervir", adiantou.

Histórico

As barragens de Fundão e Mariana romperam na tarde da última quinta-feira. Bento Rodrigues, distrito de Mariana, foi o local mais atingido pelo mar de lama, que chegou a outras seis localidades vizinhas, além do rio Doce.

Até o momento, os órgãos responsáveis por monitorar o acidente contabilizam quatro mortes.