A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (28) um homem de 32 anos suspeito de cometer uma série de estupros e roubos em Belo Horizonte. As vítimas, segundo investigações, eram garotas de programa que ficavam na orla da Lagoa da Pampulha.

O delegado Matheus Cobucci Salles acredita que pelo menos 15 mulheres foram vítimas do maníaco, ao longo dos últimos seis meses. A investigação de uma série de estupros seguidos de roubo, ocorridos na orla da lagoa da Pampulha, tendo como vítimas garotas de programa, resultou na prisão em flagrante. Ele foi abordado por policiais civis da 2ª Delegacia de Venda Nova.

De acordo com as investigações, pelo menos quatro vítimas já reconheceram o suspeito como autor. Três delas já compareceram à delegacia e relataram que foram obrigadas por Jader a entrar em um veículo modelo Fiat Pálio, cor prata.

O veículo estava estacionado na rua Henrique Emílio Cioto, no bairro Garças. Imediatamente, os policiais se dirigiram ao local, onde encontraram o carro de suspeito e uma outra vítima.

Ao perceber a chegada dos policiais, o suspeito fugiu em alta velocidade, mas foi localizado logo em seguida no bairro Menezes, em Ribeirão das Neves. Na delegacia, ele confessou os estupros.

Em depoimento, ele contou para a polícia que inicialmente agia como cliente e depois abusava sexualmente das vítimas ameaçando-as com um canivete. Depois, roubava todos os objetos de valor e fugia.

O delegado Matheus Cobucci Salles, que coordena as investigações, acredita que pelo menos 15 mulheres foram vítimas do maníaco, ao longo dos últimos seis meses.

Atualizada às 18h44