Neste sábado (3) e donmingo (4) os prazeres da boa mesa podem ser saboreados em duas praças de Belo Horizonte, que se transforma em capital brasileira da gastronomia. Os festivais Fartura BH e Gastronomia na Praça reúnem chefs de Norte a Sul do país, para oferecer experiências gastronômicas multissensoriais em espaços públicos, com shows musicais, apresentações culturais e diversão para toda a família.

Os eventos contam com espaços dedicados à venda de comida e bebida, cursos e degustações: são mais de 100 atividades gastronômicas, além de vasta programação artística, com músicos de renome e grupos de arte cênica.

Fartura BH

A segunda edição do Festival Fartura BH, sob o comando de 130 chefs e produtores de 15 Estados brasileiros e do Distrito Federal, agradou em cheio a médica Letícia Bernardino e a advogada Marina Mourão.

"Estamos adorando o festival, com tantos pratos bonitos e atraentes, preparados por chefs de todas as regiões do país", diz Letícia. Marina comenta que esse tipo de evento deveria ocorrer mais vezes.

"O Fartura BH bem que precisava ser semestral ou trimestral", sugere a advogada. Apreciadoras da boa gastronomia, as duas amigas preferiram saborear o arroz de cordeiro com quiabo, mousse de banana da terra e rapadura, preparado pelo Provence Cottage & Bistrô, de Monte Verde, em Camanducaia, no Sul do Estado.

Chefs, produtores e demais convidados que vêm ao Festival são identificados através da Expedição Fartura Gastronomia, uma viagem para o mapeamento da cadeia produtiva gastronômica brasileira. O Fartura BH propõe a valorização da gastronomia nacional, com a união de chefs e produtores de vários estados brasileiros, resgatando o prazer de sentar à mesa e celebrar a gastronomia em pleno Circuito Cultural da Praça da Liberdade.

O evento está sendo realizado na Praça José Mendes Júnior, que fica ao lado da Praça da Liberdade, na esquina com Rua da Bahia, Região Centro-Sul da capital. O ingresso custa R$ 15 ou cinco quilos de alimento não perecível. A renda será doada ao Servas.

Gastronomia na Praça
 
A diversidade de pratos e o espaço Sou do Mundo, Sou Minas Gerais, com exposição de produtos artesanais típicos da culinária mineira são a marca registrada do Gastronomia na Praça. O evento reúne 15 restaurantes, 25 chefs e mais de 100 cozinheiros na Praça do Papa. "A comida está maravilhosa. Os quitutes do interior são uma delícia", conta Nara Abreu, que veio de Timóteo com a família especialmente para saborear as delícias gastronômicas servidas na praça.

Um bom começo é o pão de queijo caseiro com linguiça artesanal, cebola caramelizada e barbecue de mel e cachaça (R$ 15), seguido de carne serenada caseira com picles de maxixe e farofa de manteiga de garrafa (R$ 30). Outra boa pedida é o prato Maravilha de Kyoto, preparado pelo chef Beto Haddad: Yakisoba especial com carnes de frango e boi, legumes variados e molho tonkatsu (R$ 30). Há também uma versão vegetariana do mesmo prato.

Os chefs Vinicius Justus Curtts e Janete Rodrigues Sales são os profissionais que assinam o projeto. No Gastronomia na Praça 2015 os dois estão acompanhados do renomado chef Renato Lobato para uma parceria inesquecível em torno dos sabores de Minas Gerais.