A memória de um dos primeiros desbravadores do mercado imobiliário de Contagem se perpetua na empresa fundada em 1958 e mantida em atividade por seis dos oito filhos de José Quintão Romero, falecido em 2014, aos 84 anos. Nascido em Santa Cruz do Escalvado, Zona da Mata mineira, Quintão veio para Belo Horizonte aos 17 anos. “Ele se casou aos 24, comprou um terreno no Eldorado e começou a vida em Contagem”, conta Rogéria Romêro, gerente de marketing da Quintão Imóveis. 
 
A história do patriarca da família se mistura com a história de Contagem. “Meu pai criou vários bairros da cidade, quando começou a investir em loteamentos, entre eles o Água Branca, Lúcio de Abreu e Ouro Branco. Além disso, ele foi um dos pioneiros em diversos negócios em Contagem, como padaria, mercearia e cinema – o Cine Teatro Eldorado”, diz Rogéria. “Meu pai tinha certeza de que Contagem ia crescer e se desenvolver e se estabeleceu na cidade”, afirma Ronaldo Romêro, diretor comercial da imobiliária. 
 
Toda história de Quintão, que foi vereador por dois mandatos e vice-prefeito de Contagem, está no livro Contos do Zé Quintão, em que o autor narra em 140 páginas suas histórias de menino, jovem e adulto, na capital e no interior. “São vários contos que revelam curiosidades e detalhes do passado de um cidadão mineiro”, ressalta Rogéria. 
 
Como o pai, o engenheiro civil José Roberto Romêro atuou na política contagense e aposta, ao lado dos irmãos, no ramo imobiliário. “Fui secretário de desenvolvimento urbano, ajudamos na criação do plano diretor da cidade e, com a Quintão Imóveis, contribuímos para o crescimento do município, inovando o setor habitacional e fomentando a economia”, enfatiza o diretor técnico da imobiliária. 
 
Ele ressalta a aposta da empresa, também, no setor hoteleiro. “Enquanto na capital estão fechando hoteis, aqui temos essa carência. Vamos atuar na comercialização do Eldorado Flat, com inauguração prevista para janeiro”, destaca.